Checklist do 7 itens que NÃO podem faltar em seu site

Publicado em 15/12/2017

Checklist do 7 itens que NÃO podem faltar em seu site


Está chegando a virada do ano, e, com ela, as superstições que já conhecemos: comer carne de porco na ceia, vestir roupa de baixo da cor certa, pular 7 ondas e poraí vai.

Muito mais que crenças e superstições de passagem de ano, aproveitamos o momento e fizemos uma lista de 7 "ondas" que NÃO podem faltar em seu site para efetivamente aumentar a conversão e captação de leads online.

Ou seja, 7 itens que você não deve pular para aumentar as vendas e a conversão de clientes em sua página para o ANO NOVO.

Pronto (a) para passar de ano com a lista pronta para melhorar seu marketing online?

Então aproveite as festas e siga nosso checklist abaixo!

1 - Inbound marketing (marketing de conteúdo, CTAs, Autoresponders e SEO)

Ter um site bonito, funcional e organizado não basta mais hoje em dia. Os itens anteriores tratam disso, o básico para que a sua empresa tenha presença na internet. O passo seguinte é a ação: vender.

Você sabe como qualificar um simples visitante em seu site em alguém próximo para comprar sua solução ou produto?

Com algumas estratégias de marketing digital, isto é possível.

Saiba que a principal commodity em circulação na internet é a atenção. Existe muito mais conteúdo em circulação do que gente para consumi-lo.

Portanto, uma pessoa acessar a sua página significa que ela NÃO está acessando outras bilhões de páginas. E não dá simplesmente pra contar com a sorte, não é mesmo?

Busque estratégias para atrair os visitantes, potenciais clientes.

O inbound marketing trata disso: atrair o interesse das pessoas. São estratégias que buscam um relacionamento com o público, ao contrário do marketing tradicional, sustentado por propagandas invasivas.

Por isso que uma boa meta para incluir no checklist do ano novo é o marketing digital:

  • O que você sabe sobre inbound?
  • Você está familiarizado com SEO, marketing de conteúdo, call-to-action e autoresponders?
  • Quanto tempo está levando para carregar sua página de captura? Pesquisas mostram que se levar mais de 2 segundos você já está perdendo potenciais clientes, sendo que próprios buscadores penalizam por causa disso.

Se alguma coisa (ou tudo) nessa lista parece estranha, busque aprender mais. Há muitos sites especializados e material gratuito disponíveis pela internet.

 

2 - Divulgação clara da proposta de valor, produtos e/ou serviços, assim como diferencial de mercado

Além de oferecer bons produtos e serviços, a base de um negócio é a relação entre empresa e cliente. E como em toda relação, só vai pra frente com honestidade. Você sabe disso, por isso decidiu empreender. E na internet não seria diferente.

Quando um possível cliente entra num site, ele deve se sentir seguro em confiar que se trata de um negócio sério. Isso, como dito no item anterior, começa pela identidade visual. Depois vêm as informações propriamente ditas: de alguma forma (não necessariamente de um jeito óbvio), ele deve estar 100% ciente de qual a proposta e os valores da empresa, quais são TODOS os produtos e serviços oferecidos e qual e em que ela é melhor do que a concorrência.

Informação é fundamental e, tratada e entregue de forma organizada, nunca é demais para quem acessa um site. Dúvidas espantam possíveis clientes. Por isso, faça uma revisão do conteúdo da sua página:

  • A proposta e os valores da empresa estão bem claros?
  • O possível cliente saberá o que você tem a oferecer?
  • A sua lista de produtos ou serviços está atualizada?
  • É fácil encontrar as informações mais básicas como endereço e contato da empresa?

 

3 - Identidade visual

Muitas vezes nos enganamos em achar que o que importa mesmo é o conteúdo, e que a estética vem em segundo lugar. Na internet isso não funciona: qualquer usuário pode sair de sua página na velocidade de um clique. Aqui vale o lugar comum de que a primeira impressão é o que fica.

E mais do que isso.

Identidade visual não é apenas um layout bonito. Ela deve ser coerente com os valores da empresa, a missão, os produtos/serviços, até com a maneira como você enxerga os clientes. Desta forma, geramos a coerência entre discurso e ação: o marketing é "personificado" na identidade de marca.

Vale mais um clichê: o McDonald’s, que padronizou sua identidade a partir das cores vermelho e amarelo após estudos mostrarem que elas estão relacionadas com a vontade de comer. Portanto, o visual é a primeira etapa da comunicação, e, se ele for desagradável, o relacionamento será rompido. Ou seja, um cliente a menos.

Aqui talvez seja mais difícil checar a identidade visual de seu site sozinho. Comece fazendo uma primeira análise, ver se ele está coerente com a marca. Depois peça ajuda para algum amigo, pergunte e peça uma resposta sincera se algo no layout não está bom. Por último, não deixe de consultar um profissional de webdesign, que irá objetivamente apontar os erros e oferecer maneiras de corrigi-los.

 

4 - Fotos de qualidade

Sempre que você for subir uma foto em seu site, deve levar em consideração duas coisas: ela não pode ser pesada a ponto de travar o carregamento da página e enfurecer o usuário que está acessando e não pode ser esteticamente feia a ponto de ser motivo de chacota do usuário que está acessando.

Hoje em dia não é difícil ajustar o tamanho da imagem. Qualquer software de edição, como o Photoshop (ou equivalentes freeware) contam com a opção “salvar para web”, que otimizam a foto para que ela tenha poucos kbytes e mantenha a qualidade apropriada.

Lembre-se que o tamanho das imagens conta muito para a velocidade de carregamento, o que interfere diretamente no rankeamento na busca do Google, fonte relevante de acessos.

Já em relação à qualidade estética das fotos, vai muito do bom gosto aliado ao propósito de divulgação de sua empresa. Se você precisa subir fotos próprias do seu negócio ou do seu produto, procure investir num fotógrafo profissional - fotos amadoras passam justamente a mensagem de amadorismo. Caso contrário, procure assinar um bom banco de imagens.

Com isso em mente, revise todas as imagens de seu site. Confira se elas não estão pixeladas. Veja se as fotos dos seus produtos não estão muito amadoras, esteticamente feias. Compare com outros sites, até mesmo com a concorrência. Faça uma análise de velocidade de carregamento neste link e veja se o tamanho das imagens não está prejudicando.

 

5 - Integração com redes sociais e formas de contato

Como vimos anteriormente, as redes sociais estão entre os sites mais acessados da internet neste post. É um ambiente muitas vezes hostil, mas você e seu negócio devem estar presentes lá para divulgar a marca e atrair mais clientes. E a principal maneira de fazer isso, não apenas no mundo virtual, mas até mesmo se você tem uma loja física, é através do relacionamento, da conversa.

Revise o seu site:

  • Ela tem botões de compartilhamento de conteúdo para as principais redes sociais?
  • As suas páginas nas redes sociais estão organizadas, com informações sobre o seu negócio e links para o seu site?
  • Você oferece, de forma clara e organizada, opções de contato além de um formulário de email que nem lembra mais onde as mensagens vão parar?
  • Você responde seus clientes, seja no Facebook ou por email, de forma ágil e prestativa?

Passe a limpo tudo isso e se organize para melhorar o relacionamento com os seus clientes na internet em 2018.

 

6 - Formulários de captura

As landing pages não são novidade, mas estão sendo cada vez mais utilizadas como ferramenta de marketing digital.

Com elas você consegue mais do que atrair visitantes para conhecer o seu negócio, mas conhecê-los mais detalhadamente.

Funciona como uma troca: você deve oferecer algo - algum tipo de conteúdo, um ebook com informações exclusivas, como um brinde virtual - e recebe informações mais detalhadas do cliente (nome, email, profissão, cargo etc.), que se voluntariamente se dispõe a receber mais materiais a respeito do seu negócio.

Uma boa landing page deve ser simples e leve de carregar. Deve ser objetiva e transparente com o que será oferecido em troca e o que será feito com as informações do cliente. E deve ter um formulário simples e direto - tudo o que um usuário não quer é burocracia na internet.

Solicite apenas as informações mais básicas, deixe para complementar no processo posterior, de converter esse visitante e cliente (não peça coisas tipo CPF ou endereço logo de cara, não seja invasivo).

Então, o checklist que você deve conferir para 2018 é:

  • Qual é a landing page do seu site (ou seja, qual a página que você direciona em um anúncio para o tráfego chegar)?
  • O formulário é simples e objetivo, com poucos campos para o usuário preencher?
  • Você deixa bem claro o que ele vai receber em troca caso opte por enviar os dados?
  • O material oferecido é de qualidade?
  • Você registra os leads em alguma ferramenta, mesmo gratuita, como Mailchimp?

Feito isso, busque sempre aprender mais. Hoje em dia muito se fala em marketing digital, o que não falta são boas fontes de informação para você conhecer mais e elaborar melhores estratégias.

 

7 - Ferramentas de análise (Google Analytics, Hotjar e outras)

Embora SEO seja uma parte fundamental do inbound marketing, você precisa estar familiarizado pelo menos com as métricas básicas de seu site: saber quantas pessoas visitam e como elas chegaram ao seu site. Espera-se que pelo menos você tenha uma noção básica de como acessar esses dados pelo Google Analytics.

Para o próximo ano, coloque na checklist: ir mais além no Google Analytics, aprender a diferença entre pageviews e sessões, saber interpretar o tempo de permanência no site (e não se desesperar que a média é muito mais baixa do que você imaginava), fazer análises por períodos e horários e saber interpretá-las de acordo com a sazonalidade.

Busque também ir além do Google Analytics e conheça outras ferramentas, como o Hotjar, por exemplo, que exibe o mapa de calor de seu site. Com ele você consegue identificar o comportamento dos visitantes, em quais links clicam, até onde rolam a página.

E acima de tudo, além de conhecer e operar essas ferramentas, aprenda a usar as informações extraídas delas para melhorar o seu site.

Com certeza você verá a diferença nos resultados de sua empresa.

 

Conclusão

Neste post, apresentamos um checklist completo de 7 itens que NÃO podem faltar em seu site para o ANO NOVO.

Gostou do nosso post? Compartilhe e apresente para seus colegas. Teve alguma dúvida ou dica? Deixe um comentário que teremos o prazer de respondê-lo ;)

 

Sobre a Netzei

A Netzei é uma ferramenta digital que reúne em um só lugar o gerenciamento de conteúdo e publicação completa de todas suas soluções digitais, como sites, blogs ou landing pages, publicando-a em uma CDN global para times, empresas e agências.

Utilizamos o poder da API e integrações para escalar sua estratégia digital, economizando milhares de horas com a instalação de ambiente para produção de sites, servidor de hospedagem, escalabilidade, performance e segurança.


Quer saber mais? Acesse: https://netzei.com


Inscreva em nossa newsletter

Acompanhe todos nossos conteúdos!

Enviamos os melhores conteúdos para o seu e-mail

Periodicamente realizamos um sorteio para quem nos acompanha!

Periodicamente realizamos um sorteio para quem nos acompanha!